I Ativo e II Encontro do Estado de MG

O núcleo de Uberaba do Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro vem agradecer publicamente a todas e todos presentes no I Ativo e II Encontro Estadual do CFCAM, realizados nos dias 29 e 30 de julho.

O primeiro dia foi constituído por uma mesa, composta por militantes representando o PCB e seus coletivos partidários – CFCAM, UJC e UC -, bem como por camaradas dirigentes nacionais. Logo após, a camarada Maria Fernanda conduziu uma análise de conjuntura e explanação sobre o movimento feminista classista, seguidos de debates com todas e todos presentes.

Já o segundo dia deu espaço para uma atividade organizativa entre os núcleos presentes, composição da nova coordenação estadual e para uma mesa de formação, que falou sobre a inserção da mulher no mundo do trabalho, sobre a questão da mulher na militância e também sobre as lutas da mulher negra e LGBT. Estes espaços tiveram importância fundamental para a mobilização e formação das camaradas do CFCAM a nível estadual e, consequentemente, para o fortalecimento das lutas da classe trabalhadora.

Gostaríamos de tecer alguns agradecimentos: às camaradas de Belo Horizonte e Juiz de Fora que puderam se deslocar para Uberaba, a fim de participar de uma atividade tão importante; às companheiras convidadas pelo CFCAM que puderam estar presentes nas atividades de formação; às camaradas da Coordenação Nacional, que deram suporte para a construção da atividade e para a formação das militantes presentes; à camarada Simea Freitas, do PSTU, que nos prestigiou com a discussão sobre a mulher na militância; aos camaradas homens do CFCAM, do PCB, da UJC e da UC, que se organizaram para participar das atividades de formação, bem como se responsabilizar pela infraestrutura e garantir a participação integral das camaradas mulheres, que cotidianamente são cerceadas da participação em espaços políticos, inclusive na militância.

Esta atividade foi parte da preparação dos núcleos de Minas Gerais para o Encontro Nacional de Formação do CFCAM, a ser realizado em setembro, na cidade de Salvador. Assim, vamos avançando na consolidação do CFCAM nacionalmente como mais um instrumento comprometido com a revolução socialista.


“Somente travando o combate pelos ideais interesses de toda a classe trabalhadora, a mulher trabalhadora poderá defender seus direitos e interesses femininos.” – Alexandra Kollontai

 

Nota do Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro de Uberaba – MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *