COMUNICADO DO COMITÊ CLANDESTINO REVOLUCIONÁRIO-INDÍGENA COMANDO GERAL DO EXERCITO ZAPATISTA DE LIBERTAÇÃO NACIONAL MÉXICO.

29 de dezembro de 2017

Às mulheres do México e do mundo;
Às mulheres originarias do México e do Mundo;
Às mulheres do Conselho Indígena do Governo;
Às mulheres do Congresso Nacional Indígena;

Companheiras e irmãs;

Nós a saudamos com respeito e carinho como mulheres que somos, mulheres que lutam e resistem e se rebelam contra o sistema capitalista machista e patriarcal.

Bem sabemos que o sistema não só nos explora, nos reprime, nos rouba e nos deprecia como seres humanos, também nos volta a explorar, reprimir, roubar e depreciar como mulheres que somos.

E agora nós sabemos que porque a situação piorando, porque agora, em todo mundo, nós assassinam. E aos assassinos, que sempre são o sistema com cara de homem, não importa se nos matam, porque os policiais, os juízes, os meios de comunicação, os maus governos, todos que estão acima são o que são à custa de nossas dores, então os protegem, os exaltam e até os premiam.

Mas não temos medo como eles querem e, se temos, nós o controlamos e não nos rendemos nem nos vendemos ou cedemos.

Então, se você é uma mulher que luta, que não está de acordo com o que fazem com as mulheres que somos, se não tem medo, sem tem medo mas o controla, nós a convidamos a nos encontrar, a conversarmos e escutarmos como mulheres que somos.

Por isso, nós convidamos a todas as mulheres rebeldes do mundo:

PRIMEIRO ENCONTRO INTERNACIONAL POLÍTICO, ARTÍSTICO, DESPORTIVO E CULTURAL DE MULHERES QUE LUTAM

Será celebrado em Caracol de Morelia, zona Tzotz Choj, Chiapas, México, entre os dias 8, 9 e 10 do mês de março de 2018. A chegada em 7 de março e saída em 11 de março.

Se você é um homem, em vão está lendo ou escutando isso porque você não está convidado.

Vamos colocar os homens zapatistas para fazer o que é necessário para que possamos tocar, conversar, cantar, dançar, recitar poesia e qualquer forma de arte e cultura que possamos compartilhar sem dor. Eles cuidarão da cozinha e da limpeza e do que é necessário.

É possível participar individualmente ou em coletivo. Para inscrever-se, é necessário mandar um email para o endereço:

encuentromujeresqueluchan@ezln.org.mx

Coloque seu nome, de onde você é, se você vem sozinha ou em coletivo, e como vai participar ou se virá apenas para compartilhar o encontro conosco. Não importa sua idade, cor, tamanho, religião, raça, modo. Somente importa que você é uma mulher e luta contra o capitalismo patriarcal e machista.

Se você vem com seus filhos que são meninos, bom, pode trazê-los, pois servirá como aprendizado para entender com suas cabeças que, como as mulheres que somos, não estamos mais dispostas a seguir suportando violência, humilhações, provações e xingamentos por parte dos homens e do sistema.

Se você vem acompanhada com um homem maior de 16 anos, você pode trazê, mas da cozinha não passará. Embora, talvez, haja algo para que ele possa ver e ouvir, e assim aprenderá algo.

Ou seja, nós não admitiremos homens que não venham acompanhados por uma mulher.

É tudo. Te esperamos aqui, companheira, irmã.

Desde as montanhas ao sudoeste mexicano.

Pelo Comite Clandestino Revolucionádio Indigena-Comandente Geral do Exercito Zapatista de Libertação Nacional e em nome das meninas, jovens, adultas, anciãs, vias e mortes, conselheiras, promotoras, milicianas, insurgentes e bases de apoio zapatistas.

Comandantes Jessica, Esmeralda, Lucía, Zenaida e a menina Defesa Zapatista.

México, 29 de dezembro de 2017.

Fonte: Red Zapatista de Liberacion (RZL)
Tradução: Mylena Cristina, estudante da licenciatura em História pela UFPE.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *