Nascida em Maceió (AL) no dia 8 de Março de 1945, Vólia de Miranda Pinto iniciou sua militância no movimento estudantil na década de 1960, engajando-se na luta pelas reformas de base e pela manutenção e melhoria do ensino público no país. Foi integrante da União da juventude Comunista (UJC), juventude do Partido Comunista Brasileiro (PCB) e colaboradora do movimento de cultura popular da União Nacional dos Estudantes (UNE). Nos anos anteriores ao golpe militar, Vólia esteve presente em quase todas as lutas da sua época, ao lado do pai e dos irmãos. Após o golpe, toda família sofreu perseguições, seu pai foi preso e seus irmão tiveram que abandonar o estado de Alagoas.

 

Em 1963 viajou para moscou e ingressou no Curso de Medicina da Universidade Patrice Lumumba, que oferecia bolsas de estudo para alunos de países em desenvolvimento. Durante sua permanência em Moscou conheceu o Japonês Sozo Tosaka. Após se formar, retornou ao Brasil, deixando a filha sob a guarda de seus pais no Espírito Santo, a fim de concluir sua residência hospitalar. No Japão fez cursos de revalidação de seu diploma na Universidade de Tóquio, passando a exercer a psiquiatria naquele país.

 

Decidida a voltar ao Brasil para buscar a filha, Vólia teve negado a emissão do seu passaporte pelas autoridades brasileiras. Esse ato arbitrário da ditadura impediu que ela pudesse conviver com a filha e fez com que, durante anos a fio, ela travasse uma penosa batalha jurídica para reverter a situação. Enfrentando dificuldades de toda sorte, ela conquista o direito de obter seu passaporte. Porém, mesmo depois dessa vitória, continuou sendo espionada pela polícia política japonesa a pedido do governo brasileiro, que a considerava perigosa e subversiva. Vólia viveu mais de 30 anos no Japão e deixou marcas profundas de sua passagem na vida médica daquele país. Sua única filha e os dois netos ainda vivem em Maceió.

 

Camarada Vólia Presente! Hoje e Sempre!

 

Fonte:

 

Blog União da Juventude Comunista Alagoas. Mulheres alagoanas revolucionárias. Disponível em: <http://uniaodajuventudecomunista-al.blogspot.com.br/search?q=REVOLUCION%C3%81RIAS+> Acesso em: 30 Set. 2017

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *